novembro 30, 2003

Boston e NY Review

Ou, a dismistificação de alguns estereotipos e outras curiosidades!

Estou tão simpática (depois de me ter convencido a tornar-me uma pessoa melhor causado pelos sustos de avião) que o recepcionista do Hotel, natural do Congo e mais baixo que eu, liga-me todos os dias para o quarto a perguntar se está tudo bem, se preciso de alguma coisa, se já fui passear, se o trabalho está bem...
Começo a pensar se é boa ideia ser simpática...

Estatísticas dos Estates:
- Acordo às 7 da manhã e não consigo voltar a dormir. Podia ser algo que me aconteceria em casa - onde tenho uma enorme dificuldade em acordar...
- Compro um bilhete de 2 dias para ver Boston, no carro de turismo que que entramos e saímos quando nos dá na gana!
- Entro na Barnes & Noble e só consigo encontrar a porta de saída 2 horas depois ;)
- Ando com o locals de metro.
- Os americanos são uma amálgama! Parece que alguém tentou fazer um bolo com todos os ingrediente existentes!
- A minha identidade portuguesa diz-lhes algo - "Não são vocês que têm o maior número de mortos na estrada?" (Glup)
- Descubro que me posso escapar à viagem de avião de Boston para NY apanhando um autocarro Chinatown-Chinatown, chamado Fung Wah Bus :)
- Aproveito o jet-lag ao máximo. Às 7 da manhã tou a saír do hotel para aproveitar a luz e a vida ao máximo.

Daquilo que falei com todos os americanos que encontrei, estas são algumas notas importantes:
- Detestam o Bush e não acham que o elegeram.
- Não têm um prato nacional - tentaram-me convencer que as pizzas e as sandes eram originárias de lá...até as pittas! Só passado 3 dias é que alguém mencionou o perú de Acção de Graças.
- Detestam o Michael Jackson e consideram-no um freak, uma aberração da natureza.
- Todos os que conheci não foram raptados por extraterrestes e riram-se quando lhes perguntei se o eram...
- Quando se reformam, vendem a casa e os bens, compram um "motor-home", algo muito maior que uma auto-caravana e passam o resto da vida a conhecer o país, melhor, o continente.
- Adoram o seu país, principalmente quando se aponta qualquer coisa de que não se gosta.
- Não viveriam em mais lugar nenhum do mundo.
- Detestam Holywood e a "cultura do outro lado". Acham que não têm nada a ver com isso e são pessoas que vivem em sonhos.
- Não são assim tão gordos e feios
- Há imensos carros, cada um mais esquisito que o outro.
- São calmos a conduzir...anda em fila sempre à mesma velocidade.
- Há uma grande rivalidade entre NY e Boston e não é só por causa dos Yankeed e dos Red Soxs, é algo cultural, enraízado...é a luta pela cidade mais cosmopolita. Que na minha opinião é NY.

Afinal sempre fui no autocarro para Ny. Foi interessante de uma série de maneiras.
Eu que meto conversa com qualquer um, sendo uma curiosa por natureza no bom sentido, só assim é que consigo dismistificar as minhas próprias ideias e a noção da verdadeira realidade.

Encontrei um império, que se sente a abanar, em que qualquer indivíduo questiona a estrutura e tem poder para a fazer vacilar.

Não posso falar muito de NY..só lá estive 1 dia e meio, ao contrário do que pensava inicialmente. É realmente a cidade que nunca dorme. E parece a qualquer hora que há saldos em todo o lado, tais são os magotes de pessoas que correm e empurram e não param.
É um pouco stressante.
Mas apesar das 7horas de avião, não me restam dúvidas que voltarei.
Desta vez sem levar o Visa!

novembro 27, 2003

Bolas!

Ainda não estou recuperada do Jet Lag :(

Não consigo adormecer...se adormeço, acordo 1h depois e não prego o olho o resto da noite.
Continuo com fome a horas impróprias.Como agora - 10.20 - que me apetece um peixinho grelhado!

Não me consigo concentrar. Não escrevo!
Estou um caco!
Levem-me de volta para NY ;)

Bolas!

novembro 25, 2003

Sou um animal de hábitos!

Ai!
Como sabe bem o ar pouco poluído...
As filas de trânsito!
As buzinas dos carros!
O acidente no cruzamento do costume!
Os cães a morder-me as mãos para os levar à rua!
O gato a roçar-se nas pernas!
O português vernáculo!
O meu sofá aos fins de semana de manhã! Mesmo meu, que rosno quando lá se sentam.

Adoro viajar, mas sinto falta dos hábitos que me acompanham há 29 anos.
E só percebo quando volto...

Eu devia estar a dormir...o meu cérebro diz-me que são 5 da manhã...

novembro 24, 2003

Lá Lá Lá Lá

Voltei voltei
Voltei de lá
Ainda ontem estava nos "estates"
E agora já estou cá!

(música em ritmo emigrante...)

Assim que recupere do Jet Lag ponho aqui os meus textinhos :)

novembro 18, 2003

...aqui estão em baixo, 2 textinhos novos para os meninos e para as meninas....
Aconselho-os a ler de baixo para cima, pela ordem cronológica!

Crónica Neurótica from the States - parte 2 - Eu não faço mais nada, a não ser expiar pecados!

Mas se vos conto a minha aventura é porque estou viva! Com 3 cabelos brancos, mas viva!
Adiante!

Depois do tormento do primeiro vôo para Newark, que chegou 1 hora atrasado, tinha de correr rápidamente por território desconhecido, para apanhar a minha ligação para Boston. Filas intermináveis na fronteira, "mostre o passaporte", "para onde vai", "o que faz" etc, tudo me impedia de chegar ao terminal de partida.
Nem os convenci tirando as botas e o cinto.
Quando finalmente chego ao ecranzinho de vôos, vejo o meu cancelado e os seguintes, até às 20hrs. E eram ainda 17! Vou dormir, pensei eu estupidamente!

Aproximei-me do balcão da Continental e lá me explicaram que tinha mesmo de aguardar. Mas para não me preocupar, que havia outro passageiro português nas mesmas circunstâncias....
Quando o vejo e a rapariga me diz que me devia juntar a ele, calculo rapidamente a distância para a porta e em quanto tempo lá chegaria no menor tempo possível.
Mas com o cérebro ainda meio lerdo, fiquei parada com cara de parva, enquanto o homem se virava para mim...tipo slow motion!

Em 3 horas ou pouco menos, conta-me a história da sua vida...
A mulher portuguesa (do Minho) tinha-o deixado ao fim de 35 anos e ele não sabia porquê...disse-me literalmente que "foi porque ficou sem o período"...juro que demorei uns segundos a perceber... A mesma ex-mulher ficou-lhe com 80% dos bens.Disse-me o que fazia e quanto ganhava..."$50.000 por cada trabalhinho de renovação de uma cozinha"
Neste momento andava a ver se arranjava nova namorada, pagando a uma agência de contactos quase $4.000, para conhecer 16 mulheres. Eu a morrer de divertimento. Tive pena de não ter câmara ou gravador.
A sua sorte era tanta que uma das mulheres que lhe saíu na rifa - "linda, inteligente, veja lá que era cientista nuclear, era bissexual. Eu sou moderno, mas não gosto cá dessas coisas"

O meu cérebro ria altíssimo, vendo-se apenas no exterior um ligeiro tremelique no pé de satisfação.

Hora do vôo para Boston!
O avião era pequenino, apertadinho, o homem vinha ao meu lado e a primeira coisa que ouvi quando fecharam a porta foi: "Esperam-se ventos muito fortes, a tempestade está neste momento a caminho de Boston. Para vossa segurança e da tripulação, não será servida a refeição e deverão permanecer nos vossos lugares o tempo inteiro do vôo, com os cintos sempre apertados"

Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!

Juro que quase me levantei e pedi para saír! O coração estava pior que nunca e toda eu tremia!
A senhora do lado, apercebendo-se do meu pânico visível, conversou comigo toda a viagem, sobre os americanos, lugares a ir em Boston. Afinal não houve vento e tal foi a conversa de 1h, que quase não dei pela aterragem!
5*****

O Tuga ainda me perguntou à saída se queria o número dele, mas desta vez consegui fugir para a saída, tão carregada e de forma atabalhoada, que parecia o corcunda de Notre Dame se este conseguisse correr!

Crónica Neurótica from the States - parte 1 - A expiação dos meus pecados!

Estatísticas:
Kms percorridos - Uma pipa deles = + 15.000kms
Duração da viagem de porta a porta - 16hrs

As inicias TAP, devem querer dizer outra coisa qualquer em coreano ou tibetano. Mais uma vez o meu vôo saíu do aeroporto da Portela com quase uma hora de atraso, mesmo com o embarque a começar 2hrs antes...
Foi uma besta linda, de 4 motores, que me trouxe para este lado do Atlântico. Mal a vi, pensei "Da morte certa já me escapei, se avariar um motor há mais três!"

Aqui estou eu no avião, a escrever no meu caderninho de capa preta (mesmo ao gosto de alguns de vós. Lamento não haver Moleskine), passadas duas horas da descolagem e com os dentes cheios de algo chamado Chedarretes, a que a TAP chama apetizers - very american. Acabei de ir à casa-de-banho, sobre os Açores.
Sempre me questionei se os dejectos vão construíndo pequenos atóis no Atlântico.E outro pensamento que normalmente me atravessa o espírito, é, e se houvesse um acidente aéreo no momento em que estou "ocupada", eu seria sugada para o espaço ficando em órbita com as levi's nos joelhos? Seria filmada pelos satélites?
Mas a 11.000m de altura e a -56ºC não me deveria preocupar...

Só faltam cerca de 5.000kms para Newark...coisa pouca!

Opssss...comida! Já volto!
Ok! Já tou cheinha! eeheheheh

É importante fazer uma pequena retrospectiva! Um flash-back as the americans say!

(Mas agora tenho de ir para Boston, copio o caderninho assim que possa!)
(Agradeço ao meu corrector estílistico ;) Alexandre Monteiro!)
(Aqui estou eu 2 dias depois...)

Ora, onde é que eu ia?
Ah! O flash-back!

Então, quando acordei na 6ª por volta das 8hrs, pensei "Ai que bom! Hoje é 6ª e não trabalho". O meu cérebro reagiu lentamente a esta informação...como é próprio da manhã e disse de sim para mim - ora se não vais trabalhar, ou estás de férias ou estás doente e como não tenho informações sobre os dois primeiros eventos, deve ser outra coisa qualquer!

Depois da anulação sequencial das verdades anteriores, veio o pânico e ele disse-me (para quem se perdeu estou a falar do meu cérebro) "Tu hoje vais apanhar um avião!" e logo a seguir envia-me estímulos nervosos para o estomâgo e para os intestinos e para a pele gelar e suar ao mesmo tempo!

Glup!

Tinha que enganar o meu cérebro! Peguei na embalagem de Valdispert - que ninguém me quis vender Xanax, não sei porquê e tomei 3! E pouco antes do vôo tomei mais 4 :)

E o resto já sabem...4 motores, bla bla bla

A viagem de 7.30hrs até correu bem até à sétima hora...suave...sem ventos, nem poços de ar...maravilha.
Estava a pensar cá com o meu cérebro que assim não teríamos medo nunca mais, que era um problema nosso, a nossa neurosezinha, quando diz o comandante "bla bla, vamos aterrar brevemente, bla bla, tempestade, bla bla, ventos fortes"

Foi tudo por terra novamente. O coração caíu no chão, as pernas tremeram!
A velhota do lado - com uma filha hospedeira há 12 anos, dizia que nunca tinha visto nada assim e gritava!
You stupid woman, estás-me a dificultar a vida!
A hospedeira que tinha olhado com um sorriso confiante em Lisboa, estava agora verde e de sorriso amarelo com os poços de ar consecutivos...e eu a pensar que desmaiava...Sim, sou uma maricas a voar e depois?

Nota para o cérebro - Tomar 20 Valdisperts em vez de 7!

novembro 13, 2003

...

Bom!
Agora é que é!

Volto assim que possível, já a falar coisas em americano (sim, que aquilo não é verdadeiro inglês), obcecada pela fast-food, com o visa de rastos e com pelo menos mais três quilos e um aumento no colestrol!

brrrr brrrrr et a bientôt!

Entre -2ºC e 10ºC
Pois...
É isto que me espera em Boston...além de uma série de outras coisas boas!

Como isto, já em NY...mesmo ao lado do meu hotel :)



Espero conseguir escrever as "Crónicas Neuróticas dos Estates"!
Senão, até dia 25!

novembro 12, 2003

...

Pode parecer meloso, demasiado óbvio ou idiota, mas deixo-vos hoje, com estas palavras:

Trabalha como se não precisasses de dinheiro.
Ama como se jamais alguém te tenha ferido.
Dança como se ninguém estivesse a ver.
Canta como se ninguém estivesse a ouvir.
Vive como se o paraíso fosse aqui na Terra.

Bom dia crianças! ;)

Ai que bem disposta que eu estou!
Acordei cedo, ao contrário do normal...ok, eram 8 e levantei-me às 8.30, mas é cedo na mesma...

Pus a máquina da roupa a fazer. Sim, que só descobri que estou quase sem roupa interior, hoje de manhã, quando meti a mão na respectiva gaveta (ainda com os olhos quase tapados de ramelas) e pareceu-me quase vazia. Como não tenho tendências francesas...

Enquanto bebia o ritualistico café com leite e limpava o pó dos mocassins na barriga das pernas, vi o cenário dantesco do meu cão a fazer-se ao meu gato, no terraço. O gato como quem não quer a coisa - até porque acho que não quer mesmo, deu-lhe uma pantufada valente e foi a correr para a terra, escavando tudo à volta e desaparecendo para os confins do planeta.

Entretanto o Spooky (o cão idiota maior) ia-me comendo as poucas plantas que têm sobrevivido à fome do gato e ao poder das formigas. E o Black (o mais pequeno) ia-se rebolando no seu cobertor alheado aos meus problemas.

O dia está meio tremido, mas não há nada como rir face a este cenário.

Acho que a minha vida é muito mais divertida do que a maior parte das pessoas.

Já me perguntaram porque não educo os cães e o gato a serem mais civilizados.
Para quê meus amigos? Para os meus dias serem iguais aos dos outros?

novembro 10, 2003

How safe are commercial flights...

As coisas que eu ando a ler, para me ajudar no ligeiro pânico de andar de avião...
Os Xanax's também já estão a ser tratados, obviamente!

DEATH BY:
Cardiovascular disease: 1 in 2
Smoking (by/before age 35): 1 in 600
Car trip, coast-to-coast: 1 in 14,000
Bicycle accident: 1 in 88,000
Tornado: 1 in 450,000
Train, coast-to-coast: 1 in 1,000,000
Lightning: 1 in 1.9 million
Bee sting: 1 in 5.5 million
US commercial jet airline: 1 in 7 million

Baseado num estudo do MIT...onde irei passar por acaso...
Mais infos para medrosos como eu, aqui!

novembro 09, 2003

...

2004 é o Ano Internacional de Júlio Cortázar!
Sabiam?
Não?
Pois deviam!

Dedico esta informação à escritora Cláudia Clemente que é sua fã e ao meu amigo Chalabi.

novembro 08, 2003

O ritual das Sensações

Aqui estou eu, sentada no sofá, com vista para as nuvens escuras que já cheiram a chuva.

Ao meu redor, está o "Afinador de Pianos" de Daniel Mason, o soberbo "Caderno Negro" de Cláudia Clemente, "Os alienados" de Ha Jin, e o Rubem Fonseca visita-me novamente com o "Diário de um Fescenino".
Estou a abrir o Quinta de Pancas e a sentar-me calmamente para ver o "Holywood Ending" do meu não-é-meu-avô-mas-gostava Woody Allen.

Falta só um pouco de Tom Waits ao fundo, para me completar...vou procurá-lo!

novembro 07, 2003

Bommm diaaaaaaa

Nada como dormir 10hrs, estar o céu limpo e um solzão, para depois de estalar o corpo ao acordar, ter a certeza que me passou a neura!

Nada como ter estado a ver uns episódios do Sex & the City, em que filmam obviamente NY, para pensar que daqui a uma semaninha já lá estou!

Ai ai...estou muito bem disposta!

novembro 06, 2003

Neura!

Não tou aqui!
Isto é uma visão!
Ide ver textos meus de outras épocas!
Ide ver outros blogs!

Fim de emissão!

novembro 05, 2003

Used Typewriter Campaign

Em 1942, o War Production Board nos EUA, iniciou uma campanha de recolha de 600.000 máquinas de escrever.
Uma em cada quatro, foram "recrutadas" para a guerra!

Será que tenho em casa uma destas?

Obrigada pela dica!

Ajuda!

Algumas vezes, a única forma de ajudar as pessoas que não estão à distância da mão, é através de um click...

A Internet é, tal como o ser humano, um manancial de coisas boas e más...é a nossa consciência que faz a diferença!

"I am joining with citizens from around the world to ask you to help bring justice to Aung San Suu Kyi and the people of Burma. Nobel Peace Prize winner Aung San Suu Kyi is a a global symbol of justice and peace. She was arrested and detained on May 30th 2003, following a brutal massacre of her supporters and is currently under house arrest.

Please refer this issue to the international community's most powerful body - the United Nations Security Council. Please take action to free Aung San Suu Kyi."

Vão lá!

novembro 04, 2003

...

Ai como eu precisava de uma massagem demorada e uma coçadela na cabeça para adormecer já!

Eu sei que isto não vos interessa para nada, mas segundo um site do tipo "eu queria ser um escritor", parece que o mais importante é podermos exteriorizar os nossos sentimentos e sensações para o papel (isso no séc.XIX, agora é aqui). Parece que assim, adquirimos um estilo...Bah!

E no seguimento desse pensamento - tenho a bexiga super cheia, tenho fome, quero um banho de imersão, quero Cerelac!

E estou a ficar com os olhos pesadosssss, muito pesadosssss!
Acho que o Blog me está a hipnotizar!

Vou já fazer queixinhas ao senhor velhinho do lado!

?!?!?!

Que fazeis aqui?
Ando um bocadinho atarefada!
Hoje perdi-me a ir para o Sheraton - melhor, tive um bloqueio e esqueci-me onde era - por isso fui a pé do sítio onde estava, depois de ter estacionado no primeiro lugar visível...sim quase no Marquês de Pombal :P Depois fui a correr para cima, depois para baixo, o vinho do almoço deu-me uma quebra de tensão...tive de me sentar...tipo os velhinhos...

Depois vim para aqui e deu-me uma comichão nos dois ouvidos...que ainda não passou...sim, tenho otite externa crónica!
É sempre interessante ter uma doença qualquer, quando não há tópicos de conversa :)

Agora acho que vou fazer noitada aqui de trabalho!
As coisas que uma pessoa sofre, para ir para NY :)

novembro 03, 2003

Ontem?

Olhei para as cores da terra, apanhei azeitona, subi ao topo da Courela e quase vi todo o Alentejo.

Hoje, ainda tenho o cheiro da lareira no cabelo, tenho as marcas da terra nos sapatos e nada me sabe melhor!

novembro 01, 2003

Uhn...

Ontem fui ver o Arte ao Villaret, com o António Feio, José Pedro Gomes e Miguel Guilherme.

Eu não gosto de dizer mal das peças, até porque não o escreveria melhor...

Se calhar, prefiro dizer que pertenço a um público algo difícil, que não gosto do riso fácil e que prefiro um bom texto mais sólido do principio ao fim e uma boa interpretação, a ter um deles coxo...porque assim, os actores têm de recorrer a trejeitos, tiques, fórmulas, que encapotem o que o texto não consegue transmitir...isso eles conseguiram...nada a dizer da óptima interpretação, principalmente do Miguel Guilherme que estava imparável.