abril 26, 2004

Schlepssssss!
Vou comprar os ingredientes!

Há coisas que descobrimos tarde, mas passamos a gostar assim que experimentamos...e não estou a falar disso, mentes perveras ;)
Aos 11 descobri o camarão...não que nunca tivessemos sido apresentados, mas o vil bicho assustava-me...
Hoje descobri a Classe Média!

Sem qualquer graxa implícita, até porque a pessoa em questão não me conhece, nem dizendo isto para obter referência em outros blogs...
Bom! Isto serve apenas para dizer que eu gosto muito dos posts do Dicionário do Diabo! Gosto da crueza, da maneira como diz as coisas, gosto que não ligue muito ao universo bloguistico e que tenha, ou pareça ter uma adequada consciência de si e da sua realidade. Também gosto da sua cultura geral, que tanto dá para os pés, para os broches (sim, não é engano...é crú não é?), e para a esquerda.

abril 22, 2004

Regresso ao passado

Perdi a cabeça...
Não literalmente graças a Deus! (uhn...existes mesmo?)
Comprei uma câmara de 16mm...
Não, fotográfica não...
Uma de cinema!
E uma super8 para testes...

Coisas lindas, pesadas, que quando caem não se partem como a minha DVCam...
A seguir na lista está Kodak Vision + Sennheiser + DAT
Estou a antecipar as minhas prendas de Natal :P


Back

Parti 6ª com destino a La Mancha, para ver os moinhos que fizeram a cabeça em água a Don Quixote...é um cenário espectacular.
Cervantes inspirou-se bem na paisagem, dá vontade de ficar por ali. Aliás, ando tão cansada que a ideia de não voltar se tornou agradável...

abril 14, 2004

Sem obrigações

Fazem 26 graus à beira da piscina com vista para o mar. Levanto-me quase à uma da tarde, ainda com o cérebro cheio de palavras e imagens soltas.
Pego n' "Un laberinto español " e deleito-me com as análises mais ou menos turtuosas que se podem fazer das obras dos outros.
A tijoleira está quente e fico a ver as núvens passarem.
Satisfaz-me permanecer assim como quero, sem obrigações.
Pego no camaroeiro gigante e limpo as folhas no fundo da água.
Os trabalhos simples exercitam partes do cérebro, que geralmente não têm obrigações.
O telemóvel está desligado ou em silêncio.
Só estou para mim.
Está mais quente. Passas à minha frente e vejo qualquer coisa que nunca tinha visto antes.
Se calhar levanto-me. Se calhar não...
E isto é só despontar do verão...

abril 07, 2004

Não estou de férias!
Nem doente!
Nem abandonei o blog!

É preferível não escrever, do que encher isto de nadas...